DOAR AGORA

CONSELHO DE MISSÃO ENTRE POVOS INDÍGENAS

CONSELHO DE MISSÃO ENTRE POVOS INDÍGENAS
12 de julho de 2020 COMIN Comunicação

Moviracá: direito à terra indígena

O projeto Moviracá: direito à terra indígena foi lançado por FLD-COMIN ao vivo no dia 14 de junho, fruto da parceria com o movimento indígena e financiamento da União Europeia (UE). Moviracá contribuirá para a resistência indígena na defesa de seus direitos constitucionais, fortalecendo o protagonismo de movimentos e organizações indígenas em Rondônia e na região Sul.

O lançamento foi um momento para apresentar realizações, público beneficiário e identidade visual do projeto e teve participação de lideranças da Articulação Nacional das Mulheres Indígenas Guerreiras da Ancestralidade (ANMIGA), Associação das Guerreiras Indígenas de Rondônia (AGIR), Articulação dos Povos Indígenas da Região Sul (Arpinsul), e do representante da Cooperação da Delegação da UE no Brasil.

Através do projeto, houve abertura do edital Povos Indígenas em Resistência: apoio a projetos de fortalecimento de organizações indígenascinco iniciativas de organizações indígenas foram selecionadas. Os projetos apoiados focam no fortalecimento da articulação de mulheres indígenas; assessoria jurídica, incidência e articulação política; e gestão institucional.

Região Sul

Mais de 20 jovens indígenas da região Sul participaram, entre 5 e 10 de junho, do 1º Encontro de Jovens Comunicadoras(res) Indígenas da Arpinsul, na aldeia Pirá Rupa, em Palhoça (SC). Com o tema “A comunicação indígena que temos e a comunicação indígena que queremos ter”, a atividade proporcionou processo de formação e intercâmbio de saberes tradicionais e técnicos e teve a parceria de FLD-COMIN e assessoria da sua área da comunicação.

O encontro finalizou com a criação de uma rede de comunicadoras e comunicadores indígenas, para que a juventude possa atuar em seus territórios e organizações de base e ecoar suas vozes também para fora desses espaços, narrando suas próprias histórias e lutas.

Região Amazônia

A equipe de assessoria de FLD-COMIN realizou Oficina de Direitos na aldeia Jatobá, Terra Indígena Rio Branco (RO), nos dias 11 e 12 de junho.

Durante a oficina, representantes de organizações indígenas de Rondônia divulgaram manifesto em que denunciam a falta de consulta aos povos indígenas na construção de oito Pequenas Centrais Hidrelétricas, que impactam as Terras Indígenas Rio Branco e Massaco e a Reserva Biológica Guaporé. O documento apresenta propostas básicas para diminuir ou mitigar esses impactos. 

Luta pela Vida

No dia em que estava previsto o julgamento que irá definir a demarcação das terras indígenas no país (23 de junho), o movimento indígena realizou diversas mobilizações por todo o Brasil contra a tese do marco temporal. Somaram-se o pedido de justiça pelas mortes do indigenista Bruno Pereira e do jornalista Dom Phillips e a exoneração do presidente da Funai, Marcelo Xavier.

Na região Sul, mais de dez mil lideranças indígenas e pessoas apoiadoras mobilizaram-se nas capitais e territórios, pedindo ao Supremo Tribunal Federal que retome a votação. FLD-COMIN foi parceiro das organizações indígenas na realização dos atos em Porto Alegre e nas BRs 386 e 285 (RS), Florianópolis (SC), e Curitiba e Londrina (PR).

PMA e nova assessoria

A equipe de assessoras, assessores e coordenação do COMIN esteve reunida, entre 29 de junho e 1º de julho, para realizar a segunda reunião de Planejamento, Monitoramento e Avaliação de 2022. A reunião foi também o momento de apresentação da nova assessora de projetos da região Sul, Jozileia Daniza Jagso Inacio Jacodsen Schildl, indígena do povo Kaingang.

Previous Next
Close
Test Caption
Test Description goes like this
eskişehir escort - escort eskişehir - mersin escort - izmir escort - bursa escort bayaneskişehir escort - escort eskişehir - mersin escort - izmir escort - bursa escort bayan