NOTÍCIAS
ANTERIORES
Revitalização de saberes tradicionais de saúde
23/03/2007 - Informes

A Organização Padereehj, dos povos Arara e Gavião, da Terra Indígena Igarapé Lourdes, do município de Ji-Paraná, e dos povos Tupari, Arua, Jaboti e outros, da Terra Indígena Rio Branco, do município de Alta Floresta do Oeste – RO, está refletindo junto às aldeias dos povos Arara e Gavião a importância de preservar e revitalizar os conhecimentos tradicionais da saúde indígena.

Os Arara e Gavião possuem pessoas conhecedoras de plantas medicinais, pajés e parteiras, que dominam conhecimentos e práticas que já vêm de várias gerações. Agora estão refletindo a importância de não deixar que estes conhecimentos se percam. "Precisamos aprender as coisas novas da sociedade dos brancos, as coisas boas, mas precisamos também valorizar o conhecimento tradicional que temos, da nossa cultura. Muitas vezes só usamos o remédio do branco e esquecemos o nosso que temos aqui e não damos valor ao pajé". (Heliton Tinhawamba Sebirop Gavião – Coordenador da Organização Indígena Padereéhj).

A Coordenação da Padereéhj está fazendo reuniões nas aldeias Arara e Gavião para discutir estratégias de promover a valorização e revitalização de saberes e práticas de saúde dos povos Gavião e Arara. Nestas reuniões foi pensado em planejar para o futuro oficinas de erboristas, hortas com plantas medicinais tradicionalmente usadas, cadernos com plantas usadas nas línguas Arara e Gavião, encontros de pajés e encontros de parteiras.

O COMIN-RO está assessorando estas discussões e junto aos Arara e Gavião e à Coordenação da Padereehj buscando formas de planejar e articular estas iniciativas.