NOTÍCIAS
ANTERIORES
Assembléia do povo Migueleno
27/10/2008 - Informes

Nos dias 25 e 26 de outubro realizou-se em Porto Murtinho, município de São Francisco do Guaporé/RO, mais uma assembléia do povo Migueleno. O evento contou com mais de 50 pessoas, representantes dos povos Migueleno e Puruborá, do CIMI, do COMIN, da Procuradoria da República, FUNAI, SEDUC e FUNASA.

Os Migueleno, da mesma forma que os povos Purubora e Wajuru, estão em um processo de mobilização para recuperação de suas terras tradicionais e seus direitos indígenas. Depois dos duros impactos do processo de colonização, grande parte deste povo morreu por doenças como gripe, sarampo e catapora. Os sobreviventes passaram a trabalhar na extração de látex, tirar poaia, quebrar castanha e fazer roças, juntando-se com um grupo que vivia em uma aldeia chamada Limoeiro - lugar de maloca antiga do povo.

Em 1983, quando foi criada a Reserva Biológica do Guaporé, o IBAMA começou a retirar as famílias destas terras e os Migueleno foram expulsos de sua morada. Grande parte do grupo foi então morar em Porto Murtinho, na margem direita do rio São Miguel e em Guajará-Mirim, outros foram para Ariquemes e Costa Marques, em busca de trabalho. Mesmo com pressões sociais contrárias, atualmente este povo está se organizando para ter seus direitos indígenas de assistência social, atendimento de saúde e educação diferenciada atendidos e para recuperar suas terras tradicionais.