NOTÍCIAS
ANTERIORES
Grupo de Apoio e obreiras do PIDA tem reunião em São Leopoldo
09/06/2009 - Informes

O Projeto de Trabalho do COMIN com indígenas Kaingang e Guarani em Situação de Acampamento, em processo de Assentamento e em Meio Urbano (PIDA) conta com a parceria e retaguarda de um Grupo de Apoio Regional.

Atuam no PIDA a professora Evanir E. Kich e a socióloga Maria Ione Pilger. Evanir trabalha junto aos indígenas Guarani e Ione com indígenas Kaingang. Cinco sínodos gaúchos da IECLB estão representados no Grupo de Apoio do PIDA: Rio dos Sinos (sede em São Leopoldo); Vale do Taquari (sede em Teutônia); Nordeste Gaúcho (sede em Estância Velha); Centro-Campanha-Sul (sede em Santa Cruz do Sul) e Sul-Rio-Grandense (sede em Pelotas). A Rede Sinodal de Educação e a Faculdades EST também dão apoio ao projeto.

Integram o Grupo de Apoio a obreira catequista e professora Ires Klein (Rio dos Sinos), as professoras Silma Kohn Behling, Débora Nunes e Derti Gomes (Rede Sinodal), a pastora Marli Lutz (Vale do Taquari), os pastores Ruben Bonato e Clari Osvaldo Trage (Sul-Rio-Grandense), Armin Hollas e Clautério Ilson Kegler (Centro-Campanha-Sul), Claudinei Stack (Nordeste Gaúcho), Fernando Hen (Rio dos Sinos), os jovens Lucas Stoll (Vale do Taquari) e Daiane Schmidt (Centro-Campanha-Sul ) e a estudante de teologia Ivanda Keller Schreiber (Faculdades EST).

Para Maria Ione, o grupo possibilita e fortalece o elo para dentro dos espaços da IECLB, como sínodos, comunidades, grupos de jovens e estudantes, rede sinodal, além de escolas, universidades, Coordenadorias Regionais de Educação, entre outros. O obreiro, a obreira do COMIN, muitas vezes se sente só no campo de trabalho e uma das funções do Grupo de Apoio é estar perto do obreiro, da obreira, ser um/a parceiro/a de diálogo, atesta Evanir. Aos integrantes do Grupo de Apoio, cabe também ser a voz do PIDA para dentro do Conselho do COMIN.

Coordenado pelas obreiras do COMIN Ione e Evanir, o Grupo de Apoio reuniu-se em 18 de maio, em São Leopoldo, na sede da Rede Sinodal. A reunião teve início com uma reflexão sobre a mensagem da 9ª edição do Fórum Social Mundial, realizado de 27 de janeiro a 1º de fevereiro, em Belém (PA), que reforçou a convicção de que "um outro mundo é possível". Na pauta da reunião destaca-se a apresentação do planejamento do PIDA para 2009, o relato das atividades e desafios do campo de trabalho, e os encaminhamentos nos sínodos que integram o Grupo de Apoio.

Segundo Ruben Bonato, hoje, de modo geral, já existe uma boa relação entre as comunidades indígenas e a sociedade nacional, muito diferente de anos atrás. Muito, porém, ainda há a ser feito em conjunto em prol dos povos indígenas Guarani e Kaingang.