NOTÍCIAS
ANTERIORES
Contribuição das populações indígenas para a construção da sociedade é destaque em Fórum da Diversidade Étnico-Racial e Cultural
21/11/2019 - Informes

Falar sobre diversidade, destacando projetos que valorizam as origens e a história da população indígena e negra no Brasil foi o objetivo do IV Fórum da Diversidade Étnico-Racial e Cultural realizado no município de Campo Bom (RS) no dia 20 de novembro. O evento contou com a presença da indígena Kaingang e técnica de Enfermagem na Terra Indígena Por Fi Ga (São Leopolpo/RS), Sueli Venkre Tomás, e a mediação da assessora de projetos do COMIN, Kassiane Schwingel.

Promovido pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC), o fórum foi um momento para comprovar os resultados dos trabalhos da rede municipal de ensino, com foco na contribuição das populações indígenas e negras na construção da cultura e da sociedade gaúcha. A realização na data em que é celebrado o Dia Nacional da Consciência Negra reforça a necessidade de se pensar em todos os preconceitos e racismos que ainda vivenciamos na sociedade.

Em sua fala, Sueli lembrou que a cidade de Campo Bom também é território indígena, pois foi construída em um território do povo Kaingang e, por isso, a presença atual de pessoas Kaingang no município, apesar de não estar instalada uma comunidade indígena ali e ser uma presença mais relacionada à venda de artesanatos, principalmente na época da Páscoa e do Natal, significa uma retomada desse espaço. A indígena enfatizou também a necessidade das professoras e dos professores não reproduzirem estereótipos em relação aos povos indígenas, pois isso acaba por reforçar o preconceito que ainda é muito presente no dia a dia das pessoas indígenas. Como exemplo, citou as pinturas que são feitas nas alunas e nos alunos em alusão ao Dia do Índio em abril. De acordo com ela, as pinturas representam marcas para o povo Kaingang e as pessoas não indígenas não sabem desses significados.

O Fórum da Diversidade Étnico-Racial e Cultural contou ainda com diversas atividades para alunas e alunos da rede municipal de ensino e uma exposição com alguns dos projetos realizados em sala de aula que abordaram de forma criativa a tolerância e o respeito à diversidade. Ao final, houve a apresentação do espetáculo artístico-cultural do Balé Folclórico Origens.