NOTÍCIAS
ANTERIORES
Grupo discute políticas linguísticas e educacionais dos povos Apurinã e Jamamadi-Deni
20/08/2019 - Informes

A aldeia São Benedito, da Terra Indígena Kapyra/Kanakury, localizada em Pauini (AM), recebeu o II Encontro do Grupo de Trabalho de Políticas Linguísticas e Educacionais dos povos Apurinã e Jamamadi-Deni entre os dias 1º e 4 de agosto. Promovido pelo COMIN, o encontro reuniu professoras e professores e lideranças Apurinã e Jamamadi-Deni de seis Terras Indígenas, além de representantes do Museu Nacional (vinculado à Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ) e do Instituto de Investigação e Desenvolvimento em Política Linguística (IPOL).

O encontro deu continuidade às discussões relativas à definição dos princípios políticos e éticos para as políticas linguísticas e educacionais que garantam a permanência, valorização e promoção da língua e da cultura Apurinã e Jamamadi-Deni na educação escolar. Esses temas já vinham sendo discutidos e encaminhados em eventos anteriores, como o I Seminário de Políticas Linguísticas e Educacionais dos povos Apurinã e Jamamadi-Deni, realizado entre os dias 22 e 25 e outubro de 2018, e o I Encontro do Grupo de Trabalho de Políticas Linguísticas e Educacionais Apurinã e Jamamadi-Deni, que aconteceu de 26 a 30 de março de 2019.

A iniciativa dos encontros foi motivada pela constatação de que, contrariamente ao que determina a Constituição Federal, o ensino nas escolas Apurinã e Jamamadi-Deni não tem sido devidamente reconhecido e fomentado pelos órgãos competentes no município de Pauini. Assim, o objetivo final do Grupo de Trabalho será a produção de um “Documento Orientador para as Políticas Linguísticas e Educacionais dos Povos Apurinã e Jamamadi-Deni, de Pauini, Amazonas”, que será dirigido às instituições que atuam direta ou indiretamente com a Educação Escolar Indígena.