NOTÍCIAS
Amushide
12/04/2017 - Campos de trabalho

Walter Sass escreve: “Estive com o povo Deni no Amazonas durante 12 anos, através do COMIN. Foi um trabalho gratificante. Na convivência, aprendi mais do que podia ensinar. A minha teologia se modificou com o conhecimento da espiritualidade Deni. Importante foi a solidariedade com este povo, que estava à beira de desaparecer no Brasil depois do contato com os seringueiros nos anos 1940. Olhando para trás: Não fomos nós, nem outras entidades governamentais ou organizações da sociedade civil, mas o próprio povo, ele mesmo, foi forte na luta pela vida, pela terra. Os Deni nunca perderam seu orgulho de ser Deni. Nós, do COMIN, podíamos ajudar humildemente na educação, na luta pela terra e com alguns projetos de sustentabilidade. Ofertas Nacionais da IECLB-Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, entidades internacionais, ligadas a igrejas cristãs, FLD-Fundação Luterana de Diaconia e amigos e amigas do povo Deni na Alemanha, apoiaram na elaboração de livros na língua Deni, em cursos para professores, professoras e agentes de saúde, construções de um sistema de desinfecção de água com energia solar, bem como a sua associação. Em 2017 haverá a primeira despesca de pirarucu. Durante anos caminhamos junto ao povo Deni no manejo deste peixe amazônico ameaçado.

Na minha despedida do COMIN em 2012, esteve comigo, em São Leopoldo/RS, o grande líder e amigo Saravi Deni. Os Deni elaboraram um banner de agradecimento pelo trabalho durante os 12 anos. O banner foi entregue pelo Saravi. Fotos de várias atividades foram escolhidas para compô-lo. O texto de um jovem Deni neste banner agradece, entre outras entidades, também, o COMIN. Diz o texto: ‘Amushide COMIN 1998-2012. Estamos nos preparando para assumir nossa Associação sem precisar da ajuda direta do branco. Assim que isso acontecer o COMIN, CIMI e OPAN podem trabalhar com outros parentes que os precisam mais do que nós.  Ka Varivi Minu Deni.’ A palavra Deni 'Amushide-Bom' é a palavra final sobre os 12 anos do COMIN com o povo Deni.”