CAMPOS DE TRABALHO
GRANDE PORTO ALEGRE - ASGUAL

O campo de trabalho ASGUAL – Assessoria aos Povos Indígenas das Bacias Hidrográficas do Guaíba e Litoral, atua junto ao povo Kaingang. O mesmo se encontra em terras tradicionais, em situação de acampamento na beira de rodovias e espaços urbanos.

Os Kaingang, povo pertencente ao grupo linguístico Jê, habitam os estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul no Brasil, além da província de Missiones, na Argentina. Segundo o censo realizado pelo IBGE em 2010, a maior parte do povo Kaingang vive no Rio Grande do Sul, sendo aproximadamente 17.700 pessoas. A vida comunitária dos Kaingang está baseada em seu sistema de metades clânicas, que tem como base o mito de origem do povo. Segundo os Kaingang, sua origem enquanto povo está ligada a dois irmãos mitológicos, que deram origem às metades: Kamé e Kajru. Estes criaram todos os seres da natureza e também as regras de conduta, sendo que há patrilinearidade (herda-se a metade clânica do pai). Este sistema de metades não serve para separar frações do povo, mas são metades exogâmicas, ou seja, complementares e que se relacionam entre si. É através das relações estabelecidas entre metades Kamé e metades Kajru que a vida como povo tem continuidade e é fortalecida.

Respeitando a cultura do povo, a atuação do campo de trabalho ASGUAL se dá a partir das demandas apontadas pelos indígenas, tendo como prioridade a área temática direitos humanos - direito a terra e território - direitos garantidos pela Constituição Federal de 1988. Acompanha e apoia a luta das comunidades indígenas na busca pela demarcação de suas terras tradicionais, fundamentais para a reprodução física e cultural do seu povo, bem como para sua segurança alimentar e vida digna.

Apoia, ainda, iniciativas que levem à sustentabilidade a partir de suas necessidades, recursos naturais, cultura e organização social, visando com isso a proteção e conservação do meio ambiente. Contribui para que demandas nas áreas da saúde e educação sejam contempladas e garantidas pelos serviços públicos, respeitando e estimulando práticas tradicionais Kaingang.

Outro eixo de ação do campo de trabalho ASGUAL está voltado para a IECLB-Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, buscando ser testemunho evangélico dos direitos humanos dos povos e comunidades indígenas na Igreja e contribuindo no diálogo inter-religioso e intercultural. Busca-se intensificar este diálogo, construindo articulações com diferentes setores e instâncias da IECLB, promovendo a percepção de missão e diaconia entre os povos indígenas.

Atua, também, junto à sociedade em geral, na formação e informação de pessoas e grupos, buscando e mediando diálogos e apoio à causa indígena junto a alunos/as de escolas (públicas e privadas) e universidades. Esta aproximação busca o respeito e valorização à diversidade cultural indígena, seu modo de vida, sua cosmovisão e contribuição ativa e plena à cidadania e dignidade social.

Informações gerais

Assessora de projetos
 
Kassiane Schwingel
Rua das Marantas, 171
Bairro São Paulo
95780-000 Montenegro/RS
Telefone: 51-9786-2549
 
Povo Kaingang
 
Áreas de atuação:
Educação, saúde, terras indígenas, etno-sustentabilidade, articulação política, visitação, comunidades da IECLB e sociedade em geral.
PROJETOSver todos